quarta-feira, 9 de julho de 2008

Ai, como é bom

Poucas coisas dao tanto prazer nessa vida como amizades longas. Gente que a gente conhece há muito muito tempo, e que nao precisa dizer muito, porque fulana cresceu com você, conheceu teus pais, viu seus filhos nascerem...
Essas últimas semanas tem sido muito especiais. Uma amiga muito querida se casou na sexta feira passda, eu falei já felei dela aqui; que ela foi ao meu casamento e que fizemos o colegial juntas em Israel. Uma outra amiga que também estudou conosco e hoje mora em Londres veio para o casamento. Nós nao nos víamos há dezessete anos, mas foi tudo tao mas tao bom que parecia que a gente tinha se visto há 17 dias atrás. Nao precisa dizer que ficamos na cozinha até de madrugada. Hoje nós duas somos maes, mulheres, e mesmo depois de tanto tempo sem se ver (a gente sempre se falava por telefone e e-mail), a intimidade continuava a mesma.
Hoje também reencontrei a sobrinha da ex-mulher do meu irmao. Na verdade ela estava só fazendo uma escala por aqui antes de seguir para Israel. Nós passamos o dia juntas e eu turistei ela e o marido pela cidade. Apesar das bolhas nos pés, eu tive o maior prazer em acompanhá-los nas compras e servir de guia turístico nas poucas horas que nós tínhamos. Quanta risada e quanto prazer nesses reencontros.
O marido dela queria porque queria tomar uma cerveja alema, e pra nao perder tempo e sentar pra beber uma, ele se comprou uma garrafa num quiosque e saiu todo feliz, quando se deu conta que nao tinha abridor de garrafa. Enquanto ele brigava com uma tampa de lata de lixo pra abrir a cerveja, um pedinte estendeu um abridor de garrafas pra ele.
Mais tarde, quando todo mundo já etsava de pés quebrados, estávamos em frente à maquina contando moedinhas pra comprar passagem pro aeroporto, com o resto de euros que sobraram depois das compras quando um moço com nítida cara de pedinte, estendeu uma passagem pra 5 pessoas até o aeroporto.
-Podem ficar, eu já usei ainda está válida e nao preciso mais.
-O senhor quer nos vender essa passagem? Eu nao preciso, nós só precisamos para duas pessoas.
-Nao, nao quero vender nada, fica pra vocês, é presente.
-Pô Carla, sabe que eu adorei os mendigos daqui?
A Ju reencontrou ontem a nossa antiga vizinha de quando morávamos no Brasil. As duas sempre foram grudadíssimas e depois de 5 anos sem se verem, a expectativa era imensa. Mas se a gente levar em consideraçao que elas só tem 14 anos, e ficaram sem se ver esse tempo todo, as chances de os interesses terem mudado era muito grande. Mas assim que as duas se viram também recomeçaram o papo de onde tinham parado há 5 anos atrás. Se grudaram e quiseram passar a noite juntas.
O Thomas está hospedando aqui em casa um amigo que estudou com ele aqui em Frankfurt mas a família se mudou pra Berlim. Eles sempre mantiveram contato. De vez em quando Thomas vai pra lá, e agora o amigo veio pra cá passar uns dias.
Nao existe nada mais valioso nesse mundo. Amizade e amigos de verdade sao coisas difíceis de se encontrar, mas quando existe é bom, bom demais.
  • Ofélia minha querida, sim eu leio os comentários acredite, hehehe. Estou só aguardando as castanhas de caju. Eu aaaaamo castanhas de caju.
  • Paula, serviram macarrao pra Ju sim. Tô esperando a receita do chá maravilhoso e exorcista que vai me tirar desse corpo que nao me pertence.

8 comentários:

Ingrid disse...

Nossa Carla, que post mais profundo. Me bateu uma enorme saudade das minhas amigas :(

Adorei esta tua frase: "Nao existe nada mais valioso nesse mundo. Amizade e amigos de verdade sao coisas difíceis de se encontrar, mas quando existe é bom, bom demais."

Beijos!

Marcia H disse...

Realmente, é muito bom ter amigas assim.
bjs

Paula disse...

amizade de infância é oque mais me falta aqui. Essas amizade que como vc escrveu te conhecem desde o maternal, passarm férias com vc no sitio do avô, aprontaram junto sno Playcenter e tal. Tenho 2 amigos assim. Mesmo com pouco contato quando nos vemos nem aprece que já fazem 17 anos que moramos longe um do outro.

O post sobre o chá já tá saindo só falta a foto do dito cujo.

mineirinhanalemanha disse...

Ai, amigo de verdade é tao bom, é indescritível mesmo. Como é boa esta sensacao de nao ter que explicar muito para ser entendido, ou da pessoa te aceitar como vc é, ou da gente poder falar o que quiser sem antes ter que medir as palavras!!! Que bom que vc está tendo tantas oportunidades de rever bons amigos, fico feliz por vc. E pra variar adorei as observacoes bem humoradas sobre os mendigos daqui... hehehe :-) Obrigada por suas palavras no meu blog. Um abraco.

Anunciação disse...

Parabéns e que Deus continue abençoando essas amizades.

Ciça Donner disse...

Ai mana, é por isso que eu rodo o mundo atrás do meu povo, sabia???

Que chá do capeta é esse??

Profª Sandra Bose disse...

Oi Carla,
Nossa fiquei super feliz com seu comentario no Indiagestao. Thanks!!!
Nem sabia que vc continuava lendo.
Brigadao viu querida!
Om Shanti

mineirinhanalemanha disse...

Oi Carla,
Tem uma brincadeira pra vc participar lá no meu blog. Aguardo sua visita!!! Beijos, Sandra