sexta-feira, 18 de abril de 2008

Sumiu porque?

Sumi porque eu estou correndo igual à cachorro atrás do próprio rabo há pelo menos uma semana. A Juliana está no hospital de novo, e só está lá porque depois de uma semana eu literalmente exigi que internassem ela. Coisas de país de primeiro mundo. Há uma semana ela reclama de dores na barriga, foi ao médico quase todos os dias, e sempre voltava pra casa com um :- Acho que....-Parece que....
Odeio achos e pareces.Pô o senhor sabe o que é? -Ah nao sabe? Vamos entao tentar descubrir?
Igual à jogo dos sete erros. Fui com ela ao hospital na madrugada de domingo pra segunda feira porque ela estava com muita dor, e a médica olha bem na minha cara e me diz:
-Porque você vem à essa hora,porque nao vai ao médico durante o dia? É mole?
Nessa terra quando te mandam fazer exames, ou é porque você deu muita sorte de pegar um médico interessdo ou a coisa vai mal mesmo.
Fizeram um ultrassonzinho meia boca, nos mandaram de novo pra casa e voltar na parte da manha, pra tentar interná-la ou marcar "uma hora" com o Senhor Doutor porque até entao sao sempre médicos assistentes que a atenderam, inclusive o moço que fez a ultrassonografia de madrugada, que estava era muito puto da vida porque foi acordado.
Voltamos pra casa dormimos um pouco e voltei ao hospital ainda pela manha com ela, a enfermeira olha bem na minha cara e tem a coragem de me mandar levá-la ao pediatra.
-A senhora nao está me enetendendo, essa menina FICA aqui. Nao vou mais pra porcaria de lugar nenhum.
No que ela muito rapidamente me atendeu.
A Ju está com um cisto no ovário, foi visto ontem à tarde, entao daqui a pouquinho estou voltando ao hospital pra saber o que os médicos vao decidir em relaçao à isso.
Tem sempre que bater o pé, instinto de mae é quase infalível, (porque o meu instinto vem sempre acompanhado de uma dose de pânico que atrapalha tudo).
Purquiéque nessa terra, em vez de fazer logo uma porcaria de um exame, te medicam para aquilo que eles "acham" que seja? Tô aqui com uma caixa de remédio pra instestino preso que deve dar pra família toda por um mês.
E enquanto isso, fui condecorada (entre outras coisas, e volta ainda pra falar disso) com apenas um olhar, como a pior mae do mundo.
Estava saindo do hospital às 9:15 da noite encontrei uma moça brasileira na enfermaria, conversa vai conversa vem, e ela:
-Você nao vai dormir com a sua filha aqui no hositaaaaaaaaal?
-Nao, ela já está grandinha eu moro a 3 quadras daqui, e ela nao está tao mal assim, e também tem uma criança pequena internada no mesmo quarto e a mae da outra criança já está dormindo lá sabe?
E me deu uma vontade de continuar a ladainha até tentar convencer a moça de que eu nao era má mae, mas pelo olhar dela nao consegui nao.
-Ju, você nao está chateada porque eu nao estou dormindo aqui com você né? Você acha que precisava?
-Mae, é normal as maes nao dormirem aqui com os filhos mais velhos nao é? A nao ser que eles estejam muuuuuuuuuito doentes.
-Entao....é normal.
-É talvez no Brasil nao seja, mas aqui é, eu nao fico chateada nao, é normal. No começo a gente também achava esquisito lembra?
-É, achava né? mas agora..... acho que é normal.
(Nunca mais eu vou me curar desse peso na consciência).

12 comentários:

Anônimo disse...

Carla, a gente aqui no Brasil, acha que atendimento médico de "primeiro mundo" é ...de "primeiro mundo"! Mas, pelo visto, nossos médicos e nossos serviços dão "banho" nos daí! Pena que não tenhamos atendimento público de qualidade. E por aqui andam pedindo muitos exames, alguns desnecessários. O caso da sua filha talvez tenha sido pelo horário do atendimento, emergência é sempre complicado.
Desejo melhoras a ela.Sou um pouco como vc, tudo me apavora, primeiro. Depois é que penso. Ainda mais sendo filho, a gente se desconcerta mesmo!
Lúcia Soares

Sandra disse...

Melhoras pra sua filha! E nao fica com peso de consciencia nao!!! Vc fez o que pode e pode para seus filhos, isso eles estao vendo e atestando o tempo todo. É natural que outras pessoas tentem colocar peso na consciencia da gente, mas por outro lado temos que ficar um pouco na nossa e viver nossa vida da melhor maneira possível - ninguém é perfeito!

Anunciação disse...

Que idade tem tua filha?

Scliar disse...

Fica fria. Cisto no ovario é uma encrenquinha, mas tudo bem. E apesar dos pesares, o servico medico ai é otimo. Minha filha fez uma cirurgia de emergencia na Alemanha, e pode ter certeza: melhor impossível. É claro que tem toda esta "enrolation" até fazerem o diagnostico. Agora, embora o pessoal ache que no Brasil é melhor, esquecem que é melhor para quem tem plano privado, nãoé? Imagina: no atendimento publico, chega a demorar um ano até conseguir consulta com o medico especialista! Guenta firme, as amigas virtuais estao fazendo corrente positiva! (bem real). Ethel Sc
PS: Mãe SEMPRE se sente culpada. Se nao tiver culpa, entao vai se sentir culpada por não ter culpa!

Sergio e Marilena disse...

Não tem jeito: vc corre, se preocupa, vai e volta varias vezes e as pessoas reparam naquilo que elas acham que vc não fez direito. Só faltou alguem te culpar pelo cisto.
Espero que tudo se resolva rápido e que ela possa voltar pra casa logo.

Marilena

Neuma disse...

Desejo as melhoras p sua filhota e dê notícias.
Bjos

Ingrid Helena disse...

Carla, se vc acha o serviço médico alemão ruim, jamais venha para a Holanda!!! O serviço médico brasileiro, inclusive SUS é muito melhor!
Fique tranquila que tudo vai dar certo com sua filha. Te desejo muita força, tranquilidade e serenidade. Beijocas

darcson disse...

Amiga, é assim mesmo.Nao se culpe, vc é ótima mae. Que bom se adaptar ao local onde se vive, muitos brasileiros querem viver fora do Brasil mas como se estivesse nele, ihhh dá um trabalhao e além do mais sai bem caro... Beijao pra Ju e tanha certeza de que tudo vai correr bem. Bem, sempre digo que no Brasil os médicos sao dedicados,amam a profissao, aqui parece que poderiam ser engenheiros ou cabeleriros com o mesmo entusiasmo...é só mais uma profissao. que estranho, né!

darc

clabrazil disse...

A Ingrid tem razao... a Holanda consegue ser pior!

Lá sua filha nunca teria sido diagnosticada com cistos no ovário pois visita ao gineco só depois dos 30.

A explicacao que ouvi de um médico era que quanto mais se procura, mais se acha.

Ô, mundo louco.

Vem me visitar no meu blog?
Beijim,
Clarisse

Flávia disse...

Tadinha da Juliana! Solidária na revolta em relação ao sistema de saúde no Primeiro Mundo (e olha que trabalho no próprio). Mais solidária ainda na culpa em deixar a menina sozinha, mas com mais 3 filhos em casa, não tinha muita escolha, né?

Melhoras pra Juliana. De certa forma, é um consolo saber que os exames e os médicos alemães não são melhores nem piores que os canandenses. E aqui quem faz ultrassom é um técnico, nunca um médico.

Beijinhos congelados,
Flávia.

Flavinha disse...

Se a Ju disse que está tudo normal então pronto! O que importa é ela!

Melhoras para ela e sai pra lá peso na consciência!

Beijos

Ingrid Helena disse...

Oi Carla, como está a Ju?

Melhoras e forças ai para vcs. Beijos