sexta-feira, 23 de março de 2007

Aeroporto e esquisitices


Quando o dia começa esquisito,normalmente termina esquisito. E nao há jeito.
Cheguei no aeroporto ontem 20 minutos antes do meu horário, e a primeira coisa que eu deveria fazer é "bater o cartao". (Acho essa expressao de última,mas vamos lá), como os tempos agora sao outros,bater ou picar o cartao virou só expressao,porque na verdade eu escaneio o meu crachá. Pois bem,nao sei se por força do hábito ou porque nao tinha acordado direito mesmo,fui direto ao caixa automático tirei €10 e lá fui eu pro meu portao. Passei a revista, polícia aquele blábláblá todo e quando estava chegando ao portao de embarque pra trabalhar, me dei conta de que nao tinha "batido o cartao". Comoéquepode uma pessoa tao equilibrada como eu,tirar dinheiro do banco (sem necessidade,óbvio)em vez de "bater o cartao"? Voltei voando pra trás ,e por obra e graça divina ainda consegui bater o cartao 1 minuto antes do horário.

Bah!tudo complicado,voos complicados,passageiro ofendido porque eu solicitei o pasaporte e o sujeito encanadíssimo dizia que tinha um Green Card e nao precisava me mostrar o passaporte. (Abro um parenteses aqui. Porque é que tem gente que pensa que um Green Card dá direito à tratamento de pele de graça,sorvete de graça, privilégios ou sabe-se lá o que? Cartao de residencia permanente nos Estados Unidos só isso! Nao dá o direito de encher o meu saco por exemplo.) continuando....
Um casal de hippies,muito interessante,coloridérrimos,tipo paz e amor mesmo,pareciam saídos da década de 60, e a filhinha deles se chamava: "Snow White". A bichinha estava mais pra Cinderela,porque era loirinha de olhos azuis,mas se os pais quiseram botar o nome dela de Branca de Neve, a escolha é deles, e voces aí pensando que nome esquisito só dá no Brasil....

Piloto completamente perdido,pergunta qual será o portao de embarque para Sao Francisco.

-O número 8 senhor,mas ainda é muito cedo.

-E meu aviao está aonde?

-Ainda nao está aqui senhor,é muito cedo.

O piloto perguntou se poderia ficar por ali,até que o aviao dele chegasse, e lá ficou em pé segurando sua malinha,ate quando a minha supervisora bateu o olho no crachá dele, e na lista de tripulantes que nós tínhamos,e se deu conta de que ele era o NOSSO piloto.

-Senhor...anram,me desculpe,mas o senhor está no nosso voo,o senhor vai pra Chicago e nao Sao Francisco.

-A senhora tem certeza?

-Sim senhor,tenho certeza absoluta.

Final do dia já estava cansada,vi mais de 1000 pessoas sorri pra umas 500,fechamos a porta do último aviao, e estávamos voltando pro portao quando o moço do Catering pergunta se aquele último senhor dormindo ali no cantinho nao era nosso pasageiro.

Lógico que ERA.

Corremos lá chacoalhamos o moço que acordou babado e surpreso de ver que nao havia mais ninguém no portao de embarque além dele,coitadinho ainda pediu um milhao de desculpas.

Como seria menos trabalhoso colocar a ponte de volta e reabrir a porta do aviao do que retirar as malas dele,o aviao foi reaberto, e lá foi se o moço com uma história pra contar.

9 comentários:

Marcia disse...

Pelo menos os seus dias são mais interessantes que os meus :)

Anônimo disse...

Juro, que qdo for a Frankfurt vou procurar o seu check in !!!

Me divirto muito aqui!!

Um abraco

Carol M.

Marcia H disse...

nossa, eu morro de rir todas as vezes q passo aqui. essa do sexo foi 10 - viva Gaby kkkkkk

Larsdenice disse...

Oi Carla, tenho vindo aqui nos últimos dias ler suas histórias. Trabalhar no aeroporto (ainda mais no de Frankfurt)deve ser mesmo uma fonte de histórias. Abracos

Lino disse...

Da próxima vez que for a Frankfurt vou procurá-la. Assim, as coisas ficam mais fáceis.
Brincadeira, mas você trabalha em um belo aeroporto.

Jôka P. disse...

Conheci os aeroportos de Berlin, Munique e Frankfurt, mas sinceramente não lembro mais de nenhum.
Em aeroportos tudo é passageiro.

:)

Ciça disse...

Mana tu deverias escrever um livro dessas histórias.

Até que em fim tem feed nesse blog

ED disse...

Você deve ter muitas histórias pra contar, esse é o lado bom de se trabalhar num avião.
Bom, como diz o ditado "antes tarde que nunca", vim aqui agredecer o comentário lá no meu boteco e dizer que o o Era uma vez é muito bacana, vou voltar mais vezes, OK?
Até mais e volte sempre, O Boteco fica aberto 24 horas. rs

Flávia disse...

Deve ser muito divertido trabalhar num aeroporto ! E eu achando que hospital rendia muitos "causos", que nada !