quinta-feira, 30 de novembro de 2006

Eu tive muito medo.

Quem trabalha em aeroporto sabe que sempre estará sujeito à certas coisa e até a certos "perigos" por assim dizer,mas a gente que está lá todos os dias já nem presta tanta atençao a certas coisas e a coisa se torna tao corriqueira que a gente nem se dá mais conta de que pode estar correndo um perigo real.
Há muito tempo nao sentia tanto medo. Hoje pela manha estávamos todos no nosso portao de embarque, recebendo o voo que havia chegado dos Estados Unidos, quando a tripulaçao terminou de sair do aviao, um passageiro completamente enfurecido, entra pelo portao de embarque, aos berros. Passa pela ponte e tenta ir para a pista. Graças ao senhor bom D-us, que existem portas de segurança que só podem ser abertas com os nossos crachás. O sujeito se deu conta de que aquilo nao ia dar em lugar nenhum e voltou enfurecido para o portao de embarque. Berrava coisas incompreensíveis e tentava avançar em cima de todos. Alguém teve a brilhante idéia de fechar entao a porta de vidro que dá acesso à area de transito, ficando o sujeito preso ali até a chegada da polícia.
Ele começou entao a se despir,tirou o cinto e com a fivela tentava quebrar os vidros tentando escapar dali. Nao teve sucesso, dava chutes e escalava por todos os lugares e paredes numa fúria insana. Eu tremia da cabeça aos pés,imaginando o que ele faria se saísse dali. Nao tinha a menor idéia até ali se alguém já havia de fato chamado a polícia. Tirou os sapatos e continuava a dar pontapés, cortou os pés e a cabeça. Começou entao a sangrar, parecia um animal enjaulado.
Alguns mais corajosos ainda tentavam sinalizar para que ele se acalmasse.
Depois de algum tempo que eu nao sei descrever exatamente qual foi,chega UM policial.
O homem entao pegou uma mesa e tentou quebrar os vidros novamente. Ainda bem que ele ficou distraído naquela loucura e nao pensou em entrar no aviao.
Nessa altura muita gente que eram passageiros do próximo voo se aglomerava em frente ao portao de embarque sem terem muita noçao do que estava acontecendo.
Os policiais entao tentaram alerta-lo de que nao avançasse, mas o homem pouco dava atençao.
Alguém gritou entao que precisava de muita água e muito gelo, e de uma vez abriram a porta e avançaram pra cima do homem com gás lacrimogenio, assim que ele caiu no chao, algemaram-no logo.
Tudo muito digno de filme de açao. Seria interessantíssimo se eu nao "morresse" de medo de polícia. Eu nao saberia dizer nem o meu nome àquela altura do campeonato, e pela primeira vez tive a real noçao do perigo à que estamos expostos ali.
Depois de algemado, chegaram ainda os paramédicos (na minha opiniao demoraram horrores), amarraram-no e o levaram. Toda essa brincadeira demorou quase uma hora. Ainda tivemos que aguardar um serviço especial de desinfecçao que veio depois; responder às perguntas da polícia, limpar o portao de embarque, retocar o batom e o sorriso e "recomeçar".
O homem estava intoxicado. Nao sabem ainda de que. Conseguiram localizar os documentos dele, mas esse nunca mais viaja em uma compania aérea americana, e provavelmente deve ter sua entrada bloqueada nos EUA para sempre. Nao sei dizer se ele nao fica com a entrada bloqueada aqui na Europa também.
Providenciamos um intérprete mas nao adiantava muita coisa pois naquele estado ele nao diria "coisa com coisa" de qualquer maneira.
Nao sem razao muitos passageiros estava apavorados e queriam saber "que fim" tinha levado o homem. Eu sinceramente nao sei se teria condiçoes de voar depois de assistir àquela cena, mas enfim......Todos embarcaram.

7 comentários:

Leonardo disse...

Qual era a nacionalidade do distinto?? :o

Anônimo disse...

Dou 3 chances:

Arabe

Alemao

Brasileiro

Carina disse...

Lá na BUNDA a Carla já falou que não era nem brasieliro e nem alemão... acho que sobrou árabe!

Ingrid Littmann disse...

Que doideira Carla, medo é pouco. Eu se tivesse no seu lugar estava me m....o e c....o pela mesma perna. Poxa, não tem segurança em canto nenhum do mundo tem muito louco dando sinal de vida, mas é bem possivel se você trabalhava por aqui seria pior ou não.....

Se cuida eu fico aqui rezando por vocês.
beijos

doro disse...

Carlinha
Por favor, não se esqueça de contar o que aconteceu depois com ele, de onde era, que fim teve o indivíduo. Fiquei preocupada com a demora....e se ele tivesse uma bomba???
bjs da sogra.

Ingrid disse...

Carlinha, que susto !! Eu como você também morro de medo da polícia, e olha que meu avô era policial hahaha

Que D'us te proteja ai no teu trabalho. Desde 2001 aeroportos, aviões estão cada vez mais perigosos.

Beijos

Carla disse...

Foi um baita susto mesmo.
Nao sei se vao aparecer mais detalhes sobre o sujeito,talvez até abafem essa história. Devem com certeza tomar algumas medidas em relaçao à segurança. Vamos ver o que aparece de novo.
Sei que ele é saudita, e estava indo para os EUA somente com uma bagagem de mao, o que é muito estranho,
Mas nao se sabe de nada com certeza,

Estamos tomando cuidado,