segunda-feira, 18 de setembro de 2006

Rosh Hashaná/ Ano Novo


Certa vez uma colega de trabalho me perguntou se judeus poderiam casar-se com pessoas de outras religioes, e eu respondi: Olha, poder até pode, mas será que alguém vai querer? É tao complicado!!
E no meio disso tudo, sexta feira já é ano novo. E nao é só ano novo em setembro, para o judaísmo o ano que está chegando é o de 5767.
E porque é celebrado nessa época? De acordo com a tradição, o mundo foi criado em Tishrei,(segundo o calendário judaico) ou mais exatamente, Adao e Eva foram criados no primeiro dia de Tishrei, que foi o sexto dia da Criação, e é a partir deste mês que o ciclo anual se inicia. Por isso, Rosh Hashaná é celebrado nesta época.
Tishrei é considerado entao, aniversário da criaçao do mundo.

Pular ondinhas? Fazer promessas para o próximo ano? Comer lentilhas? Uvas? Nada disso.
Na noite de ano novo ou Rosh Hashaná que em hebraico significa, Cabeça do Ano, temos outras tradiçoes.
Em vez de fazer promessas para o próximo ano a tradiçao judaica pede que se faça um balanço do ano que passou, uma sincera reflexao das nossas atitudes do nosso comportamento.
Tisrei em Aramaico significa correçao.A reparaçao do passado permite que recomecemos a vida de forma nova e revigorada.
Entre vários outros costume em Rosh Hashaná costuma-se enviar cartoes de votos de um ano bom e doce,à todos,
familiares,amigos e conhecidos. Costuma-se também presentear com chocolates ou alimentos à base de mel.


Alimentos simbólicos:
Vários alimentos simbólicos são ingeridos na refeição da primeira noite de Rosh Hashaná, e um pedido é recitado para cada alimento. Este costume é baseado em um ensinamento talmúdico: "Presságios são significativos; por isso cada pessoa deveria comer no início do ano abóboras, beterrabas, tâmaras e alhos-poró."

Maça
Mergulhamos a maça no mel,recitamos a bençao da fruta e fazemos um pedido:
"Possa ser Tua vontade renovar para nós um ano bom e doce"

Chalot
As chalot (normalmente sao paes trançados servidos em Shabat e festividades) servidas em Rosh Hashaná são redondas, símbolo de continuidade e eternidade, como o círculo que não tem começo nem fim; sem ângulos, nem arestas, um pedido para um ano sem conflitos.

Alho Poró
"Possa ser Tua vontade que sejam exterminados Teus inimigos e Teus oponentes e todos aqueles que querem nosso mal".

Tamaras
"Possa ser Tua vontade que sejam consumidos Teus inimigos e Teus oponentes e todos aqueles que querem nosso mal".

Roma
"Possa ser Tua vontade que nossos méritos cresçam em número como [as sementes] da romã".



Ingredientes que devem ser evitados

Não se come nada temperado com vinagre em Rosh Hashaná ou raiz forte para não ter um ano amargo. Nozes também não devem ser ingeridas nestes dias. Um dos motivos é porque as nozes provocam pigarro que pode atrapalhar as orações do dia; outro motivo é que o valor numérico da palavra egoz (noz) corresponde ao da palavra chet (pecado) sem o alef.


Este ano vou preparar o jantar SÓ para 12 pessoas, entre elas dois casais de amigos que nao sao judeus. A minha cunhada também nao é mas já está enturmada, aliás essa é a única ocasiao em que ela come tamaras,porque ela nao gosta, mas ela diz que sente prazer em mastigar os inimigos.

Muitos vao se perguntar entao se o ano novo cristao (31 de dezembro) é comemorado em Israel.
A princípio nao. Apesar de que o calendário cristao é de certa forma utilizado em Israel, o 31 de dezembro é um dia como qualquer outro. Lógico que algumas pessoas fazem suas festas particulares mas nada oficial.
Me lembro do meu primeiro ano novo em Jerusalém, há muitíssimos anos atrás. Nao conseguia acreditar no silencio, tudo calmo, todos dormindo e só nós uma turma de brasileiros lá reunidos no apartamento de um amigo, fazendo a contagem regressiva, toamndo muito cuidado pra nao berrar muito à meia noite e acordar a vizinhança que ia trabalhar no primeiro de janeiro.
Volto pra postar fotos do nosso jantar e já vou desejando à voces:

SHANÁ TOVÁ UMETUKÁ
Um ano novo bom e doce.

Fonte: Chabad

7 comentários:

Ana Lucia disse...

Carla eu não sou judia mas se fosse casada com um judeu adoraria todas essas tradições, acho lindo de morrer, mesmo qdo se trata das coisas mais ortodoxas. É claro que nesse caso teria que aprender a fazer todas essas iguarias, teria que seguir um cursinho :-) Mas acho lindo o shabbat, essa coisa de se recolher nesse dia da semana, de acender velas. E achei o máximo você dizer que vai preparar um jantar SÓ pra 12 pessoas :-) Se der coloca umas fotos das iguarias ! Beijos e Shaná Tová Umetuká pra vc e toda a sua família. Beijos.

Ingrid Littmann disse...

Se estivesse ai me convidaria para passar Rosh Hashana com você, beijos

Shana Tova Umetuka pra toda essa familia lindo que eu já gosto faz um tempãoooooooo!
Beijão

Carla disse...

Obrigada Ana,
A religiao judaica é mesmo cheia de simbolismos e significados, eu volto aqui com as fotos depois,
Bjos,


Poxa Ingrid,até me emocionei viu?
Seria muito bem recebida com certeza, parece que a gente se conhece!!

Bjos,

Shaná Tová Umetuká pra vcs,

Dorothy** disse...

Carla,
Muito legal estas suas informações principalmente pra mim que não tinha contato com o judaismo e somente no ultimo ano comecei os estudos cabalisticos.
E estou adorando esta caminhada em direção à Luz Espiritual.
bjs e até.
Shana Tova

Tina disse...

Hi dear!

SHANÁ TOVÁ ! All the best, ever.

Ane Brasil disse...

SHANÁ TOVÁ UMETUKÁ pra ocê também!

Olha, acho muito mais certa a tradição judaica de comemorar o ano novo na entrada da primavera... o ano novo cristão é entre nada e coisa alguma... quer dizer, não significa um momento de ruptura ou mudança na natureza.
Sorte e saúde pra todos!

Luciana disse...

"Certa vez uma colega de trabalho me perguntou se judeus poderiam casar-se com pessoas de outras religioes, e eu respondi: Olha, poder até pode, mas será que alguém vai querer? É tao complicado!"

Meu pai quis casar com minha mae e maridex quis casar comigo. O problema, na verdade vem depois... bem depois... quando nascem os filhos e vàrias perguntas surgem e se nao houver um bom acordo em casa, as crianças ficam sem respostas ou - o que é pior - em meio a fogo cruzado de idéias, crenças e meias verdades!