sexta-feira, 15 de setembro de 2006

O que é beleza

Já que a briga aqui tá boa, vou entao pegar uma carona no Blog da Denise, e como esse blog nao vive só de bandalheira, vamos falar de um assunto sério, só pra variar.

Ontem à noite vi na TV pela primeira vez a nova propaganda da Dove que começou a ser veiculada por aqui. Espetacular, a iniciativa da Dove, merece todo o respeito por ter saído na frente com uma campanha tao maravilhosa. Aplausos por mostrar a mulher como ela é, a mulher normal, aquela que a gente ve todos os dias, e nao aquela mulher que muitas "gostaríamos de ser", porque de propaganda com mulheres com corpos inatingíveis tá todo mundo cansado de ver.




Mas dessa vez, a campanha trata de meninas adolescentes com idades que variam entre 12 e 16 anos em média. A propaganda mostra meninas normais que vemos no dia a dia, sao meninas ruivas, negras, com sardas,com aparelho nos dentes,magras,gordinhas,asiáticas,com óculos ....Na propaganda elas dizem nao estarem satisfeitas em ser como sao, e que todas elas gostariam de poder modificar alguma coisa na aparencia.
Vivo isso todos os dias com a Ju, e sei bem o quanto sofrem as meninas dessa idade, a pressao em ser "cool" que é a expressao mais utilizada por aqui.

Dando continuidade à campanha iniciada em 2005,dessa vez Dove, em conjunto com o "Frankfurter Zentrum für Ess-Störungen das Präventionsprogramm „BodyTalk“ "
Programa de Prevençao para distúrbios alimentares "Body Talk" do Frankfurter Zentrum, abre uma campanha especialmente para os jovens.
As crianças e os jovens se sentem permanentemente pressionados, principalmente porque a mídia com o seu enorme poder de influencia está permanentemente exibindo o que é "a beleza" ou o "ser bonito" e esse padrao quase nunca corresponde à realidade. Isso pode constituir em enorme perigo para nossas crianças e nossos jovens.


Os jovens de hoje já respondem por uma boa faixa do mercado consumidor, e acabam se orientando por esses estereótipos de beleza. Se o próprio corpo nao corresponde à esses ideais de beleza, essas crianças e jovens acabam mais tarde sofrendo de insegurança, baixa auto-estima, entre outras coisas.
Nao raro, acabam por fazer dietas sem nenhuma orientaçao o que aumenta muito o risco de evoluçao para um transtorno alimentar.

O projeto "Body Talk" oferece Seminários gratuitos para professores que lecionam entre a 7ª série e o primeiro colegial (Correspondente à 10ª classe européia). Oferece ainda aos professores "workshops" sobre a saúde nas escolas, e distúrbios alimentares.

Esses "workshops" também sao gratuitos, e o material pode ser utilizado mais tarde pelos professores normalmente em sala de aula.
O programa "Body Talk" quer sobretudo fazer com que crianças e adolescentes aprendam a desenvolver, auto-confiança, fortaleçam a auto-estima e aprendam se sentir bem com a sua própria beleza e a valorizar próprio corpo. E que nao se deixem escravizar pelos padroes de beleza exibidos pela mídia.
Porque ser belo, significa na verdade se sentir bem consigo mesmo.

Trabalho maravilhoso, porque a adolescencia é justamente a época da formaçao, de valores de princípios e muitas vezes de caráter. Importantíssimo construir nessa idade a auto-confiança e trabalhar a auto-estima.

Cada vez mais jovens se orientam e sao influenciados por padroes de beleza, que pouco ou nada tem a ver com a realidade.

Somente 2% das mulheres em todo o mundo se definem como bonitas.

92% das meninas entre 15 e 17 anos de todo o mundo gostariam de modificar alguma coisa em si mesma se fosse possível.

72% das jovens em todo o mundo evitam certas atividades quando estao infelizes com a própria aparencia. (Esportes,Praia, Sauna)

A falta de auto-estima ou baixa auto-estima na adolescencia pode ser especialmente dolorosa. Na Alemanha 31% das garotas em idade entre 15 e 17 anos se mostram insatisfeitas com a aparencia ou com o peso e isso acaba implicando em sérios danos físicos e emocionais.

Hoje na Alemanha 12% das jovens sofrem de algum transtorno alimentar, como anorexia e bulimia.

Uma em cada duas meninas com idade entre 15 e 17 anos gostaria de ver em propagandas, garotas que tivessem aparencia e visual semelhante a delas.

Mais sobre o tema,pode ser encontrado aqui e aqui.

E aqui voce pode entrar no álbum de fotos da campanha, sao mulheres de várias partes do mundo, as fotos sao maravilhosas, e os textos em ingles.

E como nao podia deixar de ser, aqui em casa nao é diferente, a Ju é morena e a Gaby loira de olhos azuis, a Ju, lógico preferia ser loira e a Gaby gostaria de ter o corpo da Ju. A Ju nao gosta nada de ter sardas e a Gaby acha super charmoso e nao reclama das suas.

Aplaudo de pé a campanha e desejo um tremendo sucesso, e abaixo a ditadura da magreza, temos o dever de desde cedo orientar as nossas filhas.

12 comentários:

Anônimo disse...

Olá, Carla.
Sou a Ana Paula, suposta "arruaceira" ofensora do Síndrome de Estocolmo, dos últimos posts.
Gostaria que você lesse este meu comentário e dissesse onde se encontra a ofensa nele.
Agradeceria a delicadeza.

"Sinceramente, sem querer parecer rude, acho que há um exagero de sua parte ao dizer que qualquer pessoa com o IMC 17 está doente e deva procurar um médico. É uma afirmação muito reducionista e leviana. Saúde não se revela somente por meio da massa corpórea. Há muitos outros fatores há serem considerados. HÁ MAGREZAS E MAGREZAS. Quanto à proibição, desde quando probir resolve algo, principalmente em matéria cultural? Sim, porque moda é cultura, é informação (e não vou ficar aqui repetindo clichês). A questão é que as referências mudam. E moda é cíclica (como me disse uma amiga estilista estudiosa). Se pra Botticelli o ideal era a gordinha, pro Galliano (sem querer fazer comparações artísticas ou quanto ao talento) é a Kate Moss. Fazer o quê? Paciência. A idéia de beleza é e sempre será polêmica. E não se pode impor nada com decretos neste campo. Quanto ao problema dos transtornos alimentares, medidas menos espalhafatosas e mais subjetivas fariam muito mais efeito. Há que se perguntar: por que as pessoas, em especial os jovens, são tão influenciáveis pela mídia? São educados pela tv? E aí, vamos probir a tv também? Porque não estudar a fundo a questão? Ah, sim, AS DROGAS SÃO PROIBIDAS! Deve ser POR ISSO que ninguém se droga no mundo. Na minha opinião, essa medida proibitiva é pura demagogia. E deu certo. Vide os aplausos que está recebendo."

Desculpe mesmo amolá-la, mas EU estou me sentido ofendida. Acho que houve um grande exagero da moça lá, a Denise. Entrei no seu blog porque senti um comentário seu dirigido a mim, enfim. Acho que as pessoas não estão VENDO a situação, estão se deixando levar pela "indignação" da dona do blog.

Obrigda,
boa noite (e me desculpe te meter nisto de qqer maneira)

Ana P. em setembro 12, 2006 09:14 PM

Denise Arcoverde disse...

Carla, querida, ADOREI o seu post, muito bom mesmo! eu admiro muito essa campanha e a música é linda, né?

Agora, fia, esssa "moça" entra no meu blog dizendo que eu fiz uma afirmação "leviana" e depois vem chorar as pitangas porque eu estou dizendo que ela foi grossa até aqui?!

É cada uma que me aparece nessa blogosfera, que quase não dá pra acreditar...

Beijocas!

Ciça disse...

Mana tô até com vergonha de dizer isso, mas não sabia que menina tb fazia Bat Mitzvah. os seus vão fazer?? Quanto a campanha da Dove... ah se ela tivesse chagado antes... quem sabe teria me poupado boas quedas de auto-estima... e mandado meu irmão a merda a mais tempo hehehehe

Carla disse...

Ana Paula,
Olha o que ofende a mim nao ofende à outros e vice-versa, a minha visao nesse caso nao importa tanto, se vc der uma olhadinha no Blog da Denise, vai ver que nós quase sempre divergimos quando o assunto é o Oriente Médio,mas sem deixar a coisa ir pro lado pessoal, se é que vc me entende, eu tento expor o meu ponto de vista,e a gente tenta debater, e nem sempre chega a um acordo.
Mas cada um tem o seu limite, e qto a isso nao há nada a fazer ok?

Carla disse...

Oi DE, a campanha é memso bárbara e a música é d efato muito bonita,
Beijocas,

Ciça, minha "francesa" amiga,pois é, menina tb faz Bat-Mitzvah. É um costume mais novo, o primeiro Bat-Mitzvah foi celebrado só em 1922.
Sim as minhas meninas tb farao,mas nada de festa assim tao chique que eu nao tenho "tempo" pra isso né?

Bjos,

Denise Arcoverde disse...

Puxa, Carla, você lembrou muito bem. Você é outra que discorda de muitas coisas que escrevo, no caso em relação à situação do Oriente Médio, mas sempre fizemos isso com toda cordialidade, se você tivesse chegado lá no blog, já no primeiro post, sem nem me conhecer, já dizendo que eu estou tendo uma atitude "leviana", não teríamos a ótima relação que temos hoje, apesar das nossas diferenças. Muito bem lembrado.

Quando ao Bat-Mitzva das meninas, achei o máximo. Você sabe que eu tenho muito interesse pela cultura judaica, e já estou esperando meu próximo Pessach :-)

Beijos!

Sergio e Marilena disse...

Que polêmica!!! Eu tenho andado super feliz porque depois que minha filha nasceu (em janeiro) consegui aumentar o meu IMC pra 19. É bem verdade que deve estar tudo na barriga, mas ja é alguma coisa. Em geral não gosto de imposições mas em alguns casos e, no caso de Madri em especial, eu achei muito bom. Tenho, como já disse, uma filhinha que hj é um bebê gordinho e todos acham lindo. Quero ver quando ela crescer e se tornar talvez uma menina ou adolescente gordinha se todos vão dizer o mesmo! Espero que quando este dia chegar muitas outras iniciativas como a da dove tenham conseguido mudar a mentalidade das pessoas e que as pessoas mais bonitas sejam as saudáveis.

bjs

luma disse...

Produto da sociedade de consumo.
O dinheiro compra o peso em excesso. Veja o índice de obesidade nos países desenvolvidos.
A Gordura morbida é uma coisa terrível e não tem nada a ver com as pessoas normais que Dove apresenta em seus comerciais.
A insatisfação pessoal se reflete no físico. Antes de "melhorar" a aparência externa, precisamos melhorar o psiquico.
Gordinhos e magrinhos devem olhar além da carcaça.
Bom fim de semana! Beijus

luma disse...

Carla, vi que colocou o link do luz aqui. Obrigada!! Cliquei nele, deu erro! (rs*) Beijus

Carla disse...

Tem razao Luma,nao adianta tratar do físico se o psiquíco nao vai bem.

Só podia ter dado erro mesmo, tava errado (que vexame) já corriji!!

Bjos e bom fim de semana pra vc tb,


Carla

Ingrid Littmann disse...

Carla,

não vou entrar no quê da questão, porque peguei o bonde andando......

Mas sobre a campanha da Dove posso dizer que adorei, é linda e trata com delicaleza desse assunto.
Beijos

Ana Lucia disse...

Carla e você realmente tem que dar o exemplo porque com 2 meninas assim, não dá pra dar mole. Eu não sabia que a campanha da Dove era tão completa assim ! Beijos.