segunda-feira, 21 de agosto de 2006

Aqui nao é o meu lugar


Acho que isso é o que deve pensar a hamster que veio morar aqui, aliás acho que lugar nenhum, porque ela já foi encontrada fugitiva nas escadas do nosso prédio, já tentou escapulir uma vez, e eu só mei dei conta porque ela roçou as minhas pernas na madrugada e agora de novo.
Onze e meia da noite, Juliana entra no meu quarto, me perguntando se a Minnie estava comigo na cama.
Como se a Minnie sempre estivesse comigo na cama e mais ainda àquela hora da noite, eu tendo que me levantar às 5:30 da manha seguinte.
Desde que a pobrezinha se deu conta de onde veio morar vive tentando dar no pé.
Acho que é muito barulho e a coitada tem ficado estressada.
Saímos entao todos disparatados em busca do bicho, ou quase todos.
Gaby sobe em cima do sofá e diz que nao desce enquanto nao acharem ela porque tem medo de pisar em cima.
Alex nem se move,porque nao tem nada a ver com isso, diz ele.
Os bichos sao de voces!!!
Facílimo encontrar um hamster de dez centímetros num aparamento de 160 metros, levanta sofás, arrasta cadeiras, olha embaixo de armários e quando eu já ia desistindo e voltando pra minha cama, o Thomas dá um grito da cozinha:
-Tem um barulho aqui, ela está aqui na cozinha.
Corremos todos pra cozinha novamente.
Arrastamos a pia e lá estava a bichinha.
Sujinha, sujinha, bigodinhos pretos, as patinhas rosas também estava pretas, tadinha parecia que tinha caído numa chaminé a pobrezinha, ainda bem que hasmter nao fala pra nao contar que naquele lugar atrás da pia, nao alcançam vassoura e nem pano de chao.

Um comentário:

Carina disse...

Hihihi Atrás de pia, fogão e geladeira é sempre um nojo, seja aqui, no Brasil ou na China, por que será??? hahhaahh