quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Me conhece? Me liga!!


Sabe aquela máxima de que muito ajuda quem nao atrapalha? Pois é. Ontem Alex quis ser legal comigo e quis me ajudar. Depois de sei lá quanto tempo, porque já tinha até me esquecido, chegou o meu celular novo. Já tinha telefonado lá, discutido, brigado e quando finalmente esqueci e me conformei, chegou o dito cujo. Nada de especial e inovador porque afinal de contas eu só uso o celular mesmo pra telefonar, (nao que eu nao adoraria ter um celular cheio de nove horas se eu tivesse "podendo"). Alex resolveu que ia resolver toda aquela coisa chata de celular novo pra mim, carregar e transferir a lista telefônica d eum pro outro, coisa que nem precisaria porque eu salvo os meus contatos no chip e nao no telefone, mas como ele nao me considerava tao esperta assim resolveu fazer a transferência de uma coisa que já estava transferida entenderam? Nao? O telefone também nao, e apagou tuuuudo... Sim, todos os meus dados preciosos, arquivados ao longo dos anos foram para o limbo.
Eu nao podia xingar muito ele, porque além de nao me resolver nada, ele nao teve culpa (que ódio mortal, tive pensamentos assassinos).
Quando foi mesmo que a caderneta de telefones deixou de ser usada?
-Olha aí nas suas últimas ligaçoes recebidas, tá tudo gravado aí, é só associar o número dos telefones às pessoas.
-E você acha meeeeeesmo que eu sei de quem sao esses números aqui? Sao SÓ números, eu nunca prestei atençao no número telefônico de ninguém, só clico no nome e pronto!!!
Catei os telefones dos outros integrantes da família com a intençao de recuperar pelo menos alguma coisa do que foi perdido...mas o resto vou ter que esperar que me liguem mesmo.
-Ja, hallo Abramovich here!!!
-Tá doido Alex, tá falando alemao comigo porque?
-Ué e porque você me ligou no telefonde do trabalho?
-E você acha que eu sabia que estava ligando no seu telefone do trabalho?


Update: A quem interessar possa, o meu resfriado já está bem melhor, só estou com uma tosse de cachorro que nao me deixou dormir, mas até aí...

6 comentários:

Flávia disse...

Carla,

Depois que inventaram a memoria do telefone, eu esqueci ateh os numeros que sabia de cor.

E minha irma, que nao tem agenda, nao anota nada e sabe o telefone de todos os amigos, conhecidos, medicos, colegas, manicure, cabeleireira, da humanidade inteira de cor? Irritante!

Beijinhos.

talkingabouteverything disse...

Aff! Eu não sei nem o meu próprio número, imagina o dos outros!
Maridos são todos assim, nunca escutam o q a mulher diz...

Anunciação disse...

Cruzes!como dizia minha avó,tem coisa que vem do mato pra casa!Você tem sorte de que não estar por perto pois iria me oferecer para verificar se eu dava um jeito e era mais um "ajudante"para atrapalhar.Não,não entendo nada mas adoro mexer,procurar,tentar,enfim um horror de amiga.

Jaboticaba Preta disse...

Comigo celular só existe quando:

*carregar a bateria depois de alguem ligar no telefone de casa perguntando porque não atendo o celular :D ou...

*quando quero jogar tetris heehe O joguinho vicia e consome uma energia que só hehe

Ah, o meu é pré-pago, qdo realmente preciso ligar, nunca tem mais que €2 de crédito :D


Melhoras na tua saúde e bom final de semana.

Ciça Donner disse...

hahahahahaha Carla, vc consegue ser mais ca**ada do que eu mana!!!

Deois da terceira vez que isso me aconteceu, voltei para a caderneta... que esta sempre desatualizada!!!

luzdeluma disse...

Nossa!! Como foi conseguido isso?! Eu matava...
Boa sorte na recuperação dos números e do resfriado. Aqui saio de um e entro no outro "Resfriado corrente" - recorrente, quero dizer. Beijus