quarta-feira, 4 de junho de 2008

Boca aberta


Eu odeio dentista. Odeio!!! Tenho verdadeiro pavor. Tenho raiva também, de quando vc diz que está doendo, mas o cara continua lá firme dizendo que já está acabando. Já mordi dedo de dentista, e continuo mordendo e chuto também se preciso for.

Entro em pânico quando tenho que ir ao dentista e desmarco umas cem vezes até quando finalmente tenho coragem de enfrentr o consultório, e foi...HOJE!!!

Acordei decidida a nao desmarcar, e fui. Minha mao já suava frio na sala de espera, eu adoro a sala de espera do consultório dentário que eu vou, porque tem uns sofás bem grandes largos e fofos, mas nao posso nem olhar praqueles quadros na parede, de como eram os dentistas "antigamente". Nao quero saber de instrumentos dentários rudimentares, eu ainda acho os instrumentos dentários de hoje rudimentares.

Eu adoraria poder dar uma cheiradinha naquele gás que te faz dar risada e ficar lá só de bobeira drogadinha sem ter noçao do que tá se passando a minha volta. É meu sonho de consumo. Mas já que nada disso nao é possível...Tentei ler uma revista pra me acalmar, mas como é que eu posso me concentrar em alguma coisa tipo:

-Aprenda a ter orgasmo em 100 liçoes, ou aprenda a encontrar o teu Ponto G agora mesmo.

Sabe que eu às vezes odeio revista feminina? Tudo o que eu queria era uma Bíblia. Porque nao existem Bíblias em consultórios dentários?

Eu tenho certeza de que tudo está perdido quando eu começo a "barganhar" com D-us.

Coisas do tipo:

-Se nao doer ou se eu nao sofrer, prometo que nao faço mais isso ou aquilo...

-Oi Dona Carla, quanto tempo....Já faz uns dois naos nao faz? Ou mais?...

-Moço fala baixo e nao fica feliz, eu nem sei quanto tempo faz, vamos acabar logo com isso...

Foi tudo tao rápido e indolor que eu mesma nao entendi porque eu fiz tanto drama, também eu fiquei a maior parte do tempo concentrada no meu tornozelo que eu esqueci de depilar...Como é que aqueles pelinhos estavam ali e eu nem tinha visto antes?
Ah, podia ser tudo muito pior vai, eu fico imaginando como sentiam medo os pacientes de Tiradentes.



7 comentários:

Flavinha disse...

Carla, eu vou confessar: também já tive pânico de dentista! Até hoje não gosto e tenho medo de doer, mas pelo menos o pânico passou! Ainda enrolo para marcar a consulta, às vezes também desmarco... Mas pensar no Tiradentes é realmente uma boa: podia ser pior! Kkkkk!
Beijos

Anônimo disse...

OI CARLA, ENTREI NO SEU BLOG POR CURIOSA, MAS VALEU A PENA, RI MUITO LENDO SEUS COMENTARIOS. vOCE DEVE SER UMA PESSOA SUPER DIVERTIDA. DE VERDADE QUE ADOREI, ME CHAMO SIMONE E VIVO 13 ANOS NA ESPANHA E QUANDO VEJO UM BRASILEIRO FALAR/ESCREVER EU ME TRANSPORTO PRA NOSSA TERRINHA. TCHAUZINHO.

Anunciação disse...

Ainda estou rindo,quer dizer,gargalhando feito uma besta em frente ao pc,portanto não posso comentar ainda.

mineirinhanalemanha disse...

Hehehehe... Também fui ontem ao dentista, depois de enrolar um bocado. Duas obturacoes foram reparadas de uma só vez, fiquei com a boca toda insensível por horas, mas valeu a pena, pois nao volto lá tao cedo! E o pior pra mim, além da tensao, continua sendo o problema de pra onde olhar durante o tratamento: pros aparelhos, pro olho do dentista, do ajudante, pro teto... Eu acabo fechando os olhos e rezando pra tortura acabar logo!

Maricotinha disse...

O que leva uma pessoa a cursar Odontologia na faculdade hein? Devem ser pessoas afetadas, só pode.

Paula disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
lembrei do meu pai. Antigamente (gente essa pesou!) aia a familia toda no mesmo dia só apra dar apoio moral pra ele... imagina só um cara enorme subindo na cadeira quase caindo pra trás?! Comico!
Ainda bem que eu nunca tive pavor de ir em dentista, ainda bem usei aparelho por uns 4 anos...
Bjs

SandraM disse...

Carla, já desmarquei duas vezes esse ano. Ainda nao consegui coragem. Acho que nao vou me depilar, quem sabe me distraio.