segunda-feira, 6 de novembro de 2006

Filho no hospital.


Felipe passou o final de semana com muitas dores de estomago e como os remédios nao estavam ajudando muito, resolvemos ontem à noite ir ao Pronto Socorro.
Apesar de ter apenas 15 anos, Felipe tem 1,90 e pesa 100kg, ficamos meio sem graça eu e ele de irmos à parte infantil.
Chegando entao ao hospital a recepcionista muito atenciosa:

-Pois nao Senhor,em que posso ajudá-lo?

Acho que ele ficou tao surpreso de ter sido chamado de senhor que até engasgou.

Quando a mocinha se deu conta que ele tinha SÓ 15 anos, nos mandou à clínica infantil no prédio ao lado, nao sem antes se desculpar um montao.

-Eu sei que é desagrdável pra voce, por causa do seu tamanho e tal,mas voce nao tem NEM 18 anos ainda.

Lá fomos nós. Depois de quase tres horas de espera onde eu já nao tinha mais muita certeza de estar num pronto socorro de primeiro mundo, estávamos eu e ele na salinha de exames quando entra uma enfermeira super apressada, pra avisar que havia trocado o turno, que o nome dela era tal e que ela era agora a responsável.

-Mas a Senhora tem alguma criança consigo nao tem? Trouxe algum filho?

Que pergunta boba era aquela? Ela nao estava vendo? Apontei entao pro Felipe.

-Noooossa, a Senhora me desculpe,achei que fosse o seu namorado.

Felipe botou a língua pra fora e fez uma cara de nojo tao grande seguido de um alto e sonoro ECA!!! Qualquer um perceberia ali, que nós nao éramos namorados.

-A culpa é toda sua, mae, porque voce foi ter filhos tao cedo?

-Ah Felipe pára com isso, quando eu era criança, todos achavm que meu pai era meu avo.

Felipe fica doente muito raramente, prova é que a enfermeira apressada voltou com um supositório na mao e entregou à ele.

Ele ficou ali em pé parado com aquilo na mao.

-Voce quer que eu coloque, ou voce mesmo prefere colocar Felipe?

-Colocar aonde?

-Olha Felipe, eu vou te dar uma dica, nao é no olho,nem no ouvido, e nem no nariz.

Ao que ele desoladamente respondeu:

-Eu coloco.

A médica achou melhor interná-lo porque assim poderia fazer vários exames entre hoje e amanha no hospital mesmo, o que seria mais confortável do que ficar marcando hora pra exames o que poderia durar a semana toda.

-Bom Felipe,já que voce vai ficar aqui conosco, tem alguma coisa que voce nao come?

-Carne de porco.

-Ah tá Mohammed.
Eu mais que rapidinho respondi:
-Que Mohammed que que é isso? Que Mohammed é esse? Aqui nao tem nehum Mohammed.

Bem calmamente e com um sorriso enorme a enfermeira explica:

-Ah, é que aqui entre nós as pessoas que nao comem carne de porco,nós chamamos de Mohammed pra facilitar sabe?

Po mas no caso do meu filho deveriam chamar entao de Moisés né?

5 comentários:

Peter disse...

caracas...e ai o Moisés ta melho ? abraco Peter

luma disse...

kkkkkk Sua família deve ser divertidíssima! Que garotão! Você também é alta assim?? O que ele tem? Melhoras!! Beijus

Carla disse...

O Felipe está melhor sim,
Esta família está dividindo uma bactéria no estomago que dá dores fortíssimas,
Ele tem alta amanha.

Nao Luma, eu nem sou alta,o Alex até é,mas ele consegue ser muito maior,

Bjos,

Marcia disse...

Hahaha coitado!

Espero que não tenham colocado ele num quarto todo enfeitado com bichinhos :)

Vanessa disse...

Carla, e o filhote, como está?